2 song 4 love

POSTED ON: 21 de jun de 2013 @ sexta-feira, junho 21, 2013 | 0 comments

Crystal Castles - Vietman ♥


Eu conheço CC desde Crimewave, mas eu nunca tinha ouvido outras e agora eu tô apaixonada e agora eu quero ser Alice Glass quando crescer! 

Grimes - Oblivion  ♥


Eu tenho um problema com a Grimes. Ela me lembra uma menina vadia que eu não gosto. Sempre que eu vejo uma foto dela eu lembro da dita cuja da vadia, mas é inevitável não gostar das músicas mas é inevitável não lembrar da vadia, socorro qq eu façuu?

☯my tattoo☯

POSTED ON: 17 de jun de 2013 @ segunda-feira, junho 17, 2013 | 0 comments



☺eat>fat>sad☹

POSTED ON: @ segunda-feira, junho 17, 2013 | 0 comments

Sigo uma menina linda, paulista, modelo internacional da minha idade! Magérrima, como tem que ser uma modelo... Ela postou sua dieta seca barriga e eu, PRETENDOpretendoPRETENDO seguir! Até porque ela não é tão assim... rigorosa!  

Cardápio da dieta seca-barriga:
(São apenas dois dias para você ganhar coragem de arrancar a canga e mostrar o corpo no biquíni)

Dia 1
Café da manhã
• 1 copo de vitamina de frutas (1 copo de 200 ml de água-de-coco + 1/2 maçã + 1/2 pera + 3 folhinhas de hortelã + 1 fatia de mamão + 1 col./sopa de linhaça)
Lanche
Na praia ou em casa:
• 1 suco de açaí com morango ou 1 tigela pequena de açaí com banana ou 1 porção média de salada de frutas.
Almoço
Em casa:
• 3 col. (sopa) de arroz integral
• 3 col. (sopa) de brócolis cozidos no vapor
• 1 filé de peixe grelhado
• Salada verde bem variada à vontade
Na praia:
• Tapioca salgada ou sanduíche natural (de frango, atum ou ricota no pão integral, sem maionese)
Se for a um restaurante, peça um peixe grelhado com salada ou legumes no vapor.
Lanche da tarde
• 1 copo (200 ml) de suco de melancia com hortelã ou 1 copo de suco de laranja ou 1 maçã ou 1 pera.
Jantar
• Salada grande de folhas verdes
• Frutas
• Oleaginosas
• 1 lata de atum light, acompanhada de 2 torradas integrais temperadas com azeite extravirgem e semente de linhaça
Ceia
• Shake de chá-verde (200 ml) + abacaxi (2 fatias) + hortelã (3 folhinhas).
Bata tudo no liquificador com gelo. Além de refrescante, rejuvenesce, ajuda a emagrecer e desincha a barriga.

Dia 2
Café da manhã
• ½ papaia com farinha de linhaça
• 1 xícara de chá de hortelã
• 1 torrada integral com geleia de frutas vermelhas
Lanche
• 1 suco de laranja, ou suco de melão
Almoço
Em casa:
• 1 concha de lentilha
• 2 col. (sopa) de arroz integral
• 1 berinjela refogada com quinua e cheiro-verde
• Salada verde à vontade
Na praia:
• 1 sanduíche (pão integral, atum light, requeijão light e cenoura ralada) ou peixe assado com batata
Lanche da tarde
• 1 taça de salada de frutas com granola ou 1 tigela pequena de açaí com banana ou 1 copo de suco de abacaxi com hortelã ou 1 copo de suco de frutas vermelhas
Jantar
• 1 filé de peixe ou frango grelhado
• 4 col. (sopa) de cenoura e brócolis cozidos ou salada de alface americana, tomate, cenoura, uva passa e kiwi temperadas com azeite
Ceia
• 1 xícara de chá-verde gelado batido com 10 amoras ou 10 morangos

miss me ☹

POSTED ON: 11 de jun de 2013 @ terça-feira, junho 11, 2013 | 0 comments

Eu ando me sentindo horrível! É um desespero que parece que um buraco vai se abrir em baixo de mim e me engolir... Um sentimento de desespero mesmo. E eu lembro que eu nunca fui assim.
Fui folear uma agenda minha de 2009. Que saudade que me deu, saudade do tempo, saudade de mim nesse tempo.

Achei um texto meu que me deu vontade de chorar de saudade de mim e de como eu era boa e positiva.
Na foto não dá para ver por causa da minha letra feinha e então eu vou escrever ele aqui para que de para entender

"As cores ao dia."
No final da rua da minha avó tem praia...
Mas é poluída, mas mesmo assim é mor bonito de olhar, tem uns pombos, uns cachorros e tem peixe que pula, e de vez em quando tem umas tartarugas.
Mas o doida é a cidade, o movimento... Até de madrugada tem gente andando e correndo no calçadão.
E depois tu chega no mar e ele está colorido igual ao céu... Várias vezes meus olhos ficaram tipo "lacrimejandinho", saca? Acho que a gente morar na cidade com toda essa globalização de internet e tudo mais, afasta tanto a gente da natureza que apenas um sol maravilhoso nascendo faz a gente parar para olhar...
Acho loucura quem passa reto quando o céu está com aquelas cores absurdas da manhã...
É a unica hora que eu para para pensar na vida e esqueço de tudo que tem em volta de mim... Uma paz enorme


Que saudades de Icaraí, que saudades do meu avô e de como minha avó era quando ele era vivo. Que saudades de ser livre de pensamentos ruins, que saudades de não me preocupar com o que eu vou fazer da droga da minha vida. Que saudades me mim feliz...

harriett

POSTED ON: 10 de jun de 2013 @ segunda-feira, junho 10, 2013 | 0 comments

Eu gostava muito desse texto antigamente... E nem sabia porque! Na época não tinha nenhuma semelhança comigo, mas eu sempre mostrava para alguém ou escrevia em agendas novas a cada novo ano...
Acho que é a melancolia dele ou por ser um texto que alguém fez para alguém. Não sei, mas eu continuo gostando desse texto e hoje eu me sinto melancólica também. Não sei...  

""No fundo do peito, esse fruto apodrecendo a cada dentada."
(Macalé & Duda Machado: Hotel de Estrelas)


Chamava-se Harriett, mas não era loura. As pessoas esperavam dela coisas como longas tranças, olhos azuis e voz mansa. Espantavam-se com os ombros largos, a cabeleira meio áspera, o rosto marcado e duro, os olhos escurecidos. Harriett ficava sozinha o tempo todo. Mesmo assim, as pessoas gostavam dela.

Quase todo mundo foi na estação quando eles foram embora para a capital. Ela estava debruçada na janela, com os cabelos ásperos em torno das maçãs salientes. Eu fiquei olhando para Harriett sem conseguir imaginá-la no meio dos edifícios e dos automóveis. Acho que senti pena - e acho que ela sentiu que eu sentia pena dela, porque de repente fez uma coisa completamente inesperada. Harriett desceu do trem e me deu um beijo no rosto. Um beijo duro e seco. Qualquer coisa como uma vergonha de gostar.

Essa foi a primeira vez que eu vi os pés dela. Estavam descalços e um pouco sujos. Os pés dela eram os pés que a gente esperava de uma Harriett. Pequenos e brancos, de unhas azuladas como de crianças. Eu queria muito ficar olhando para seus pés porque achei que só tinha descoberto Harriett na hora dela ir embora. Mas o trem se foi. E ela não olhou pela janela.

Um tempo depois a gente viu uma fotografia dela numa revista, com um vestido de baile. Harriett era manequim na capital. Todo mundo falou e comprou a revista. Quase todos os dias a gente via a foto dela nos jornais. Harriett era famosa. A cidade adorava ela, mas ela nunca escreveu uma carta para ninguém.

Muito tempo depois, eu a vi outra vez. Eu estava trabalhando num jornal e tinha que fazer uma entrevista com ela. Harriett estava sozinha e não ficou feliz em me ver. Continuava grande e consumida e tinha nos olhos uma sombra cheia de dor. Fumava.Falei da cidade, das pessoas, das ruas - mas ela pareceu não lembra. Contou-me de seus filmes, seus desfiles, suas viagens - contou tudo com uma voz lenta e rouca. Depois, sem que eu entendesse por que, mostrou-me uma coisa que ela tinha escrito. Uma coisa triste parecida com uma carta. Tinha um pedaço que nunca mais consegui esquecer, e que falava assim:

sabe que o meu gostar por você chegou a ser amor
pois se eu me comovia vendo você pois se eu acordava
no meio da noite só pra ver você dormindo meu deus
como você me doía vezenquando eu vou ficar esperando
você numa tarde cinzenta de inverno bem no meio duma
praça então os meus braços não vão ser suficientes para
abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta coisa
que eu vou ficar calada um tempo enorme só olhando você
sem dizer nada só olhando olhando e pensando meu deus
ah meu deus como você me dói vezenquando

Quando terminei de ler, tinha vontade de chorar e fiquei uma porção de tempo olhando para os pés dela. E pensei que ela parecia ter escrito aquilo com seus pés de criança, e não com as mãos ossudas. Eu disse para Harriett que era lindo, mas ela me olhou com aquela cara dura que a gente não esperava de uma Harriett e disse que não adiantava nada ser lindo. Tive vontade de fazer alguma coisa por ela. Mas eu só tinha uma vaga numa pensão ordinária e um número de telefone sempre estragado. Eu não podia fazer nada. E se pudese, ela também não deixaria. Fui embora com a impressão de que ela queria dizer alguma coisa.

Três dias depois a gente soube que ela tinha tomado um monte de comprimidos para dormir, cortou os pulsos e enfiou a cabeça no forno do fogão a gás. Foi muita gente no enterro e ficaram inventando histórias sujas e tristes. Mas ninguém soube. Ninguém soube nunca dos pés de Harriett. Só eu. Um desses invernos eu vou encontrar com ela no meio duma praça cinzenta e vou ficar uma porção de tempo sem dizer nada só olhando e pensando: que pena - que pena, Harriett, você não ter sido loura. Vezenquando, pelo menos."

POSTED ON: 9 de jun de 2013 @ domingo, junho 09, 2013 | 0 comments



i just want...... die

POSTED ON: 8 de jun de 2013 @ sábado, junho 08, 2013 | 0 comments

Estou cansada de me sentir como se eu fosse louca
Estou cansada de dirigir até ver estrelas em meus olhos
É tudo que eu tenho para me manter sã, querido
Então eu só dirijo
Eu só dirijo
Eu escuto os pássaros na brisa de verão, e eu dirijo rápido... 
Eu estou sozinha à meia noite
Tenho tentado arduamente não entrar em confusão, mas eu...
Eu tenho uma guerra em minha mente
Eu só dirijo


← OlderNewer → / Newer →
ニャー